GloboEsporte.comNo embalo de Jesus, embaixada do Flamengo cresce em Portugal

17 de setembro de 2019

“Apadrinhada” por Julio Cesar, Fla-Portugal recebe mais de 400 pessoas durante jogo contra o Santos, desperta curiosidade de portugueses e sonha com visita do Mister: “Seria fantástico”

Por Thiago Lima — Rio de Janeiro

Enquanto o português Jorge Jesus vem fazendo sucesso no Brasil, o Flamengo também ganha cada vez mais popularidade no país do treinador. É nesse embalo que a embaixada Fla-Portugal cresce e virou febre em terras lusitanas. No último sábado, cerca de 400 pessoas se reuniram na sede oficial dos torcedores rubro-negros em Lisboa e fizeram festa durante a vitória por 1 a 0 sobre o Santos no Maracanã (veja no vídeo acima).

A torcida, que nasceu como Fla-Imperial e também já foi Fla-Lisboa, foi fundada em fevereiro de 2017 por sete amigos: o cearense Nicholas Reis, o paraense Patrick Raposo e os cariocas Felipe Dobbin, Felipe Faria, Leonardo Mesquita, Nelson Tavares e Thiago Fragoso. O que começou com um pequeno grupo virou consulado, depois embaixada e já recebeu visitas ilustres como do ex-goleiro Julio Cesar, o ex-atacante Sávio, o técnico Joel Santana… E até um sobrinho de Jesus.

Julio Cesar, Sávio, Flamengo, Fla-Portugal — Foto: Divulgação / Fla-Portugal

– Temos um grupo de WhatsApp com 200 pessoas, e não para de vir brasileiro para cá. Tem muito carioca, mas aqui é o retrato do Brasil, com torcedores de todos os estados. A cada jogo vem gente nova, que a gente nunca viu na vida. Pessoal que nos encontra pelas redes, que viu nossos videos… Não sei onde isso vai parar (risos). E tem os portugueses. Já tinha alguns, agora tem uma galera firme. Até o André, sobrinho do Jesus, assiste com a gente – revela Fragoso, publicitário de 37 anos.

E foi o próprio Julio Cesar, que mora no país, quem ajudou a encontrar a atual sede da Fla-Portugal. Depois de a embaixada nascer em um clube de sinuca e passar por vários lugares devido às reclamações de som alto, um dono de bar amigo do ex-goleiro literalmente “comprou o barulho”. Desde o ano passado, a torcida tem como residência fixa o “Hawaii”, que fica nas Docas de Santo Amaro, também chamadas de Docas de Alcântara, com capacidade para 1.200 pessoas na parte interna.

Os fundadores da Fla-Portugal, da esquerda para a direita: Nelson, Nicholas, Patrick, Felipe Faria, Leonardo, Felipe Dobbin e Thiago — Foto: Arquivo Pessoal

Com um telão dentro e outro fora, o bar fica em uma região turística de Lisboa, em frente ao Rio Tejo e perto da Ponte 25 de Abril, e foi sede do encontro das embaixadas rubro-negras na Europa em junho. Nas quartas-feira, a vida noturna do local ganhou companhia dos jogos do Flamengo às 21h30 de Brasília, que em Portugal começam à 1h30 da madrugada. Com direito a uma charanga, o movimento atrai olhares de estrangeiros, principalmente portugueses curiosos sobre Jesus:

– Eles são muito tímidos, não sabem que podem chegar e ver o jogo com a gente. As pessoas passam, param, perguntam… Muitas já estão repostando nossos vídeos, veem a camisa e nos abordam nas ruas… Sabia que teria repercussão, mas me surpreendeu. O Jesus tem muita moral aqui, desde o possível acerto até agora é notícia direto em todos os canais e jornais. Se ganhar a Libertadores ou o Brasileiro, faremos um “Aero-Jesus” quando ele vier nas férias – prometeu Fragoso.

Jorge Jesus “presenteado” pela Fla-Portugal no seu embarque para o Brasil em junho — Foto: Reprodução Twitter

A Fla-Portugal é a mesma torcida que esteve no embarque de Jesus para o Brasil, em junho, antes de ele se apresentar ao Flamengo pela primeira vez. Aluno de mestrado na Universidade Lusófona, Nicholas Reis foi quem juntou a “malta” rubro-negra para ir até o aeroporto desejar boa sorte ao técnico. O estudante da área de tecnologia da informação, de 33 anos, lembra dos detalhes do encontro e espera que um dia o treinador visite a sede rubro-negra em Lisboa:

– Seria fantástico, mas não sei se teria tempo para isso. No aeroporto ele foi muito bacana, super atencioso, tirou foto, cumprimentou todo mundo, usou o nosso cachecol… A nossa intenção era que tivesse esse primeiro contato com torcida ainda em terras portuguesas para demonstrar a dimensão do Flamengo, que é um clube internacional. A gente percebe que ele é um cara contido, não passa muitas emoções, mas você via que estava impressionado.

Reis lista os melhores públicos da embaixada e acredita em novo recorde contra o Grêmio na semifinal da Libertadores, nos dias 2 e 23 de outubro, graças ao sucesso do time de Jorge Jesus, que também é líder do Campeonato Brasileiro. O torcedor-fundador da Fla-Portugal admite que não conhecia o trabalho do Mister e confessa estar surpreso:

– Na final da Sul-Americana de 2017, a gente teve exatamente 300 pessoas porque essa era a lotação do bar que nós tínhamos na época. Quando encheu, fechou a porta e não deixou mais ninguém entrar para não dar problema. Esse ano contra o Inter foram mais de 300 pessoas, e agora contra o Santos tivemos 400. Quem sabe não batemos o recorde na semifinal contra o Grêmio? Vou ser sincero, não acompanhava a carreira do Jesus antes. Eu esperava de verdade que ele fosse trazer algo novo, mas não que fosse uma mudança tão boa e tão rápida.

GOSTARIA DE SER MEMBRO DA EMBAIXADA?

© 2019 Fla-Portugal. Desenvolvido por Bloopix.